Estudante do projeto Universidade para Todos é aprovada em Medicina na UNEB

Foto: divulgação

O sonho de ser médica começou a virar realidade para Iracema Souza Silvério, 33 anos. A jovem, que possui deficiência física, foi selecionada para o tão concorrido curso de Medicina da Universidade Estadual da Bahia (UNEB), na lista da segunda chamada na modalidade de concorrência para candidatos com deficiência, transtorno do espectro autista e altas habilidades através do Sistema de Seleção Unificada (SISU), que usa a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Iracema foi aluna, em 2018, do Programa Universidade para Todos (UPT), cursinho pré-vestibular ofertado pela Secretaria da Educação do Estado para promover o acesso dos estudantes ao Ensino Superior.

Para a futura doutora, que fez todo o Ensino Médio no Colégio Estadual Rômulo Almeida, em Salvador, a aprovação é resultado de muito empenho e dedicação. “Sempre gostei da área de Saúde e achava que era impossível passar em Medicina. No entanto, eu não desisti e continuei estudando e, hoje, estou muito feliz por esta grande conquista. O curso do Universidade para Todos me preparou bastante para os vestibulares, pois os professores são muito atenciosos e competentes. Tudo o que estudamos no curso foi cobrado nos vestibulares que eu fiz”, revelou a estudante, que além de frequentar as aulas à noite, também estudava em casa durante todo o dia.
Esta não é a primeira aprovação de Iracema na área de Saúde. Antes de sair o resultado de Medicina, ela já havia sido aprovada no curso de Enfermagem na primeira chamada, através do vestibular convencional da UNEB. Além disso, também foi aprovada, no ano passado, para o curso de Biomedicina na Universidade Federal Fluminense, na qual cursou durante três meses. “Tive que desistir do curso, pois eu tinha muita dificuldade de locomoção, porque a universidade não é adaptada para pessoas com deficiência física, visto que o acesso aos laboratórios só era possível por meio da escada. Mas, isso foi bom, pois agora irei fazer o curso que eu sempre sonhei”, afirmou.
Mais sobre o UPT 
O Projeto Universidade para Todos, criado pelo governo do Estado da Bahia, através do Decreto nº 9.149, de 23 de julho de 2004 e do Decreto nº 17.610, de 18 de maio de 2017, é coordenado pela Secretaria da Educação e executado em parceria com as Universidades Estaduais (UNEB, UEFS, UESB e UESC). Trata-se de uma ação voltada para fortalecer a política de acesso à Educação Superior, direcionada a estudantes concluintes e egressos do Ensino Médio da rede pública estadual.
O curso presencial possui carga horária de 20 horas semanais e aulas das disciplinas Português, Redação, Matemática, Física, Química, Biologia, Literatura, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), História e Geografia, tendo como objetivo consolidar e aprofundar conhecimentos adquiridos pelos alunos, preparando-os para os processos seletivos de ingresso ao Ensino Superior. Além das aulas regulares, também são realizados projetos complementares, como seminários, oficinas, simulados e orientação vocacional.

Partiu Estágio alcança mais de 24 mil inscritos em programa

jovens-programa-primeiro-emprego_33262178444_o

O Partiu Estágio acaba de estabelecer um novo recorde. O primeiro edital do programa para este ano, lançado no dia 30 de janeiro, acaba de alcançar 24.124 inscrições, encerradas no último domingo (24). Para este edital, o Partiu Estágio oferta 2.325 vagas para 62 órgãos estaduais, distribuídos entre 49 municípios baianos. Do total de vagas, 10% serão reservadas a pessoas com deficiência, como o previsto pela Lei 11.788/2008. Para mais informações sobre o programa e próximas etapas da seleção, basta acessar o site da Secretaria da Administração (Saeb): www.saeb.ba.gov.br.O total de inscritos registrado neste edital representa o maior número de interessados em participar do Partiu Estágio desde que o programa foi criado, em abril de 2017. O recorde anterior foi de 23.405 inscrições, registradas entre agosto e setembro daquele mesmo ano. Somando os quatro editais já lançados, mais de 85 mil estudantes universitários já se candidataram ao Partiu Estágio. Ao todo, pouco mais de 6,5 mil foram contratados para atuar no serviço público estadual baiano.

O cadastro dos mais de 24 mil inscritos irá compor um banco, com validade de seis meses. É deste banco que sairão as convocações dos novos estagiários do Estado, de acordo com a demanda os órgãos públicos. A próxima convocação será anunciada em tempo oportuno, no site da Saeb e do programa, e os selecionados terão dez dias úteis para se apresentarem, como previsto em edital.

O Partiu Estágio é uma iniciativa da administração estadual baiana que garante acesso a oportunidades de estágio a estudantes universitários de instituições com sede na Bahia e que ainda não conseguiram se inserir no mercado de trabalho. É prioritário para estudantes inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) e estudantes que tenham estudado todo o ensino médio em escola pública ou com bolsa integral na rede privada.

O contrato de estágio tem duração de um ano, sem possibilidade de prorrogação, exceto quando o estudante é deficiente físico. A carga horária é composta de quatro horas diárias de atividades supervisionadas, chegando a 20 horas semanais, distribuídas de acordo com a necessidade da administração pública. Além da bolsa-estágio, os universitários terão direito a auxílio-transporte e 30 dias de recesso remunerado, proporcionais.

Podem participar do Partiu Estágio estudantes que residam na Bahia e que estejam regularmente matriculados em instituições de ensino superior com sede no estado, sejam estas estaduais, federais ou privadas. Ainda é necessário que os universitários possuam mais de 16 anos e que cursem graduações com aulas presenciais, tendo cumprido pelo menos 50% da carga horária.

 

Começam atividades do ano letivo 2019 no Centro Juvenil em Itabuna  

Fotos: divulgação
Os 221 estudantes da rede estadual que já se matricularam para este semestre no Centro Juvenil de Ciência e Cultura (CJCC) de Itabuna, participam, nesta semana, de um giro de oficinas sobre os cursos que escolheram fazer. A expectativa é chegar a cerca de 500 alunos até o último dia da matrícula, 11 de março, quando começarão as atividades. Neste ciclo, os cursos ofertados são estes: Escrevivências; Literatura encena; Trilhas na Mata Atlântica; Dança, corpo e movimento; Robótica; Modelagem tridimensional; A arte de reciclar; Desvendando o DNA; Cosplay; Ciência fantástica dos super-heróis; English’s club; I love English; e A Medicina das plantas.
A estudante Laura Souza, 17, 2º ano do Colégio Estadual de Itabuna, já é uma veterana nos cursos do CJCC e, a cada ano, conta, se sente mais empolgada em participar das atividades. “Como estudar Inglês é importante e gosto muito de dança, sempre escolho estes cursos, mas também já fiz sobre reciclagem e fotografia, bem como o de Robótica. O CJCC tem uma metodologia diferenciada, moderna, interativa e os professores são excelentes, são parceiros mesmo. Acredito que os cursos são uma oportunidade de adquirir conhecimentos para a vida e, como são gratuitos, o acesso é facilitado para quem não tem condições”.
Estreante como aluno dos cursos oferecidos pelo CJCC, Josué da Silva, 12, 7º ano do Colégio Estadual de Itabuna, fala sobre a sua expectativa. “Estou bem animado porque aqui vou ter mais oportunidade de aprender coisas novas que tenho interesse, como os cursos de Robótica, Ciência fantástica dos super-heróis e Cosplay”. Ele e os colegas estarão envolvidos nas oficinas até quarta-feira (27), quando será realizada, às 16h, o pré-baile de Carnaval, batizado de CJCC Folia.
O diretor do CJCC de Itabuna, Denelísio Leite, destaca a proposta pedagógica dos cursos. “Temos uma pedagogia diferenciada, partindo do princípio de que o estudante que produz, melhor adquire conhecimentos. A fórmula professor escrevendo na lousa e os alunos como meros expectadores não funciona mais. Os estudantes, hoje, querem ter o prazer do descobrimento do conteúdo nas diversas áreas do conhecimento, por meio da investigação, da criatividade. E é isto que o CJCC propõe”, explica o gestor, destacando que, em março, começa o Explicaê, cursinho preparativo para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).
Para participar
Podem cursar estudantes do 9° ano do Ensino Fundamental; do Ensino Médio; da Educação de Jovens e Adultos (EJA); e da Educação Profissional e Tecnológica. Para se inscrever, o interessado deverá comparecer à unidade do CJCC de Itabuna, localizado no bairro do São Caetano. É necessário levar cópias do comprovante de matrícula da rede estadual, do comprovante de residência, do CPF e da Carteira de Identidade. Cada estudante pode se matricular em até três cursos simultaneamente e à medida que vão concluindo a carga horária – que varia entre 15 a 30 horas –  podem optar por outros. As aulas são ministradas das 8 às 11h30, das 14h às 17h30 e das 17h40 às 19h20. Para cada curso e oficina são ofertadas 25 vagas.
Sobre os Centros Juvenis
Iniciativa da Secretaria de Educação do Estado da Bahia, os Centros Juvenis de Ciência e Cultura (CJCC) promovem a ampliação da jornada escolar e a diversificação do currículo dos estudantes. Nos centros são oferecidas diversas atividades culturais e de acesso ao conhecimento científico, como cursos e oficinas realizadas de forma lúdica em ambientes interativos.

Notícias Relacionadas

RUI SE ENCONTRA COM DIRETORES PARA DEBATER EDUCAÇÃO

RUI SE ENCONTRA DIRETORES PARA DEBATER EDUCAÇÃO

O governador Rui Costa realizou hoje (21), em Alagoinhas, um encontro com diretores, vice-diretores e coordenadores pedagógicos da rede estadual de ensino baiana. A reunião contou com 92 educadores de 48 escolas do Núcleo Territorial de Educação de Alagoinhas (NTE 18), no Centro Territorial de Educação Profissional do Litoral Norte e Agreste Baiano. No encontro, os presentes debateram demandas pedagógicas e estruturas das escolas para que projetos fossem encaminhados para a resolução.

 

Estudante destaque na redação do ENEM participa do #PapoCorreria com o governador Rui Costa

Publicado em seg, 18/02/2019 – 11:21 por ASCOM Palavras-chave: enem, Rui Correria, Rui Costa Foto: Paula Fróes/GOVBA

papa correria enemA estudante Rebeca Uzêda dos Santos, 17 anos, participou, nesta segunda-feira (18), do #PapoCorreria, programa do governador Rui Costa nas redes sociais. Um pouco antes, a estudante que conquistou 940 pontos na prova de redação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), em 2018, foi recebida pelo secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, na sede da Secretaria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB). Rebeca concluiu o terceiro ano do Ensino Médio no Colégio Estadual Filadélfia, no bairro de Vila Canária, em Salvador, bairro onde nasceu e vive atualmente. Com a pontuação da Redação e 653 no geral do ENEM, a estudante passou para o curso de Administração na Universidade Federal da Bahia (UFBA), mas perdeu o prazo do edital que atesta o fenótipo para o regime de cotas. Mesmo assim, vai cursar na UNIFACS e aguardar a segunda chamada da UFBA para Administração ou Psicologia, sendo este último curso o seu grande sonho. O governador Rui Costa, que esteve no colégio onde Rebeca estudou em 2015, parabenizou a estudante pelo seu desempenho, durante o #PapoCorreria. “Rebeca teve um resultado excepcional no ENEM. Ela é uma jovem de uma família simples e que demonstra toda a sua capacidade, superação e esforço da equipe da escola e de sua família. É um orgulho quando a gente tem o envolvimento, pois nós somos os construtores da nossa escola pública e de um novo momento da Educação. A transformação que nós desejamos será feita por todos nós juntos, cada um fazendo a sua parte ”, afirmou o governador, que anunciou a construção de uma nova escola na comunidade. Na redação, que apresentou a temática “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”, Rebeca disse que usou informações que foram da História à contemporaneidade. “Como foi um tema bastante amplo, eu consegui pensar em algumas alusões. Citei o Estado Novo, as Revoluções Industriais, a Constituição Federal de 1988, as eleições presidenciais americanas, a cultura do imediatismo e até a série de TV ‘Black Mirror’ da Netflix”, afirmou. A estudante disse que a escola teve um papel fundamental em seu desempenho. “Minha escola e meus professores tiveram um papel fundamental. Eles criavam projetos para desenvolver o gosto dos alunos pela leitura e pela escrita. Toda semana, meu professor de redação, José Américo, levava temas para serem discutidos em sala de aula, ensinava estratégias. Tenho muito o que agradecer a eles e, em especial, ao meu professor José Américo, que sempre me incentivou”. De família humilde, sendo o pai falecido, Rebeca diz que a sua mãe, a dona de casa Raquel Uzêda dos Santos, é a grande incentivadora de seus estudos. “Minha mãe é a minha grande incentivadora. Ela sempre se empenhou muito para que eu não deixasse, jamais, os estudos de lado, mesmo com todas as dificuldades que passamos, já que depois do falecimento do meu pai, ela teve que criar a mim e a minha irmã mais nova, praticamente sozinha”, enfatizou. A professora de Biologia e diretora do Colégio Estadual Filadélfia, Flávia Carvalho, disse que Rebeca é uma aluna exemplar. “Rebeca sempre participou de todas as atividades na escola, sendo premiada como aluna destaque em todas as unidades e ela sempre escreveu muito bem. A nossa escola é pequena, mas sempre foi muito acolhedora, com professores dedicados e comprometidos, sempre envolvidos com projetos interdisciplinares. A professora Rita de Cássia, de Português, e José Américo, de Redação, por exemplo, foram grandes incentivadores de Rebeca”, afirmou, ao destacar que a irmã de Rebeca, Maria Clara, é igualmente dedicada e estudiosa. O Colégio Estadual Filadélfia tem 730 alunos matriculados, em 2019. Segundo a diretora, outros estudantes também conseguiram ingressar no Ensino Superior, graças ao bom desempenho no ENEM 2018, em cursos como Fisioterapia, Enfermagem e Administração.

III Jornada de Formação da Educação Inclusiva

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia, através do Centro de Apoio Pedagógico ao Deficiente Visual – CAP, em parceria com o Instituto Anísio Teixeira – IAT, promove a III Jornada de Formação da Educação Inclusiva, visando dotar os profissionais de elementos importantes em relação aos conhecimentos específicos para atuação em sala de aula para alunos com cegueira e baixa visão.

Serão cinco cursos, que acontecerão de 25 de março a 25 de outubro, nas dependências do IAT e do CAP, e têm como objetivo formar 200 profissionais da educação no Estado. As inscrições são feitas pelo e-mail formacaocapdv@gmail.com

Outras Informações: 3322-4133 / 3321-3014 – JAIME DOS REIS

Confira a programação do curso no link abaixo:

 

Secretaria da Educação do Estado realiza planejamento estratégico com os Núcleos Territoriais de Educação

Foto: Claudionor Jr. Ascom/ Educação

 

A Secretaria da Educação do Estado realizou, neste sábado (16), um planejamento estratégico com os diretores dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), na sede do órgão, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador, com foco nas ações que fortaleçam o ensino e a aprendizagem dos estudantes. A atividade foi coordenada pelo secretário da Educação, Jerônimo Rodrigues, com a participação da equipe técnica da Secretaria e do chefe de gabinete da Governadoria do Estado, Cícero Monteiro, que representou o governador Rui Costa.

Segundo Jerônimo, o encontro aproxima, ainda mais, o órgão central dos NTE e promove um alinhamento das atividades, do administrativo ao pedagógico. “Precisamos estar sempre conversando com os dirigentes para conhecermos suas demandas e debatendo ações que possam melhorar desde a gestão dos Núcleos até o aprendizado do estudante na escola. Por isso, queremos definir esses pontos para planejarmos as estratégias, visando um aumento qualitativo do ensino aprendizagem nos próximos quatro anos. A ideia, também, é definirmos uma agenda para acompanharmos presencialmente o trabalho nos núcleos”, afirmou.
Fotos: Claudionor Jr Ascom/Educação

O chefe de gabinete da Governadoria, Cícero Monteiro, destacou a importância da gestão no desenvolvimento da Educação. “A pedagogia e as boas práticas são fundamentais no crescimento da Educação de qualidade, mas isso também deve estar integrado à gestão e às melhorias na parte física das escolas. Vamos dar continuidade ao processo de avanço da Educação com a participação de dirigentes comprometidos e que devem contar com o apoio do Estado. O governador Rui Costa acredita que os esforços devem ser trabalhados em todos os direcionamentos, e o encontro serve para que haja esse diálogo permanente”, avaliou.

Do Núcleo Territorial de Educação de Juazeiro (NTE 10), na região Norte da Bahia, a diretora Marinez Santos, falou como as relações interpessoais devem estar presentes na Educação. “Acredito que todos que estejam neste encontro sejam pessoas comprometidas com a Educação. Quem está lá na ponta, no chão da escola, sabe que existe uma relação de proximidade com os estudantes que não pode ser ignorada. Não é apenas ensinar. É termos a consciência de saber que o aluno leu, escutou e compreendeu o assunto. Por isso, precisamos do total apoio da Secretaria para dar continuidade ao nosso trabalho, de forma que os educadores se sintam parte deste compromisso”, disse.
Já para o diretor Alécio Chaves, do Núcleo Territorial de Educação de Itapetinga (NTE 08), na região do Centro-Sul Baiano, é fundamental este direcionamento da Secretaria. “A ampliação na Educação está diretamente ligada a uma gestão que realize ações concretas. E para isso é preciso que todos estejam seguindo em um só direcionamento. Com essa continuidade do diálogo com os Núcleos, o Governo está, efetivamente, no caminho certo para avançarmos ainda mais”, ressaltou.

Rui participa de aula inaugural e destaca compromisso do governo com a Educação

A aula inaugural da rede estadual de ensino foi realizada na manhã desta quarta-feira (13), no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador, com a presença do governador Rui Costa. O evento marca as boas-vindas aos estudantes e profissionais de educação. As aulas foram iniciadas em todo o estado na última segunda-feira (11).
“Estamos iniciando uma nova etapa da educação na Bahia com foco na aprendizagem, para que posamos colher, a partir desse ano, tudo o que foi semeado nos últimos quatro anos, alcançando melhores indicadores educacionais. Como forma de potencializar as ações desenvolvidas pelo Governo, continuo pedindo o envolvimento das famílias no processo de ensino dos jovens. Acredito que a dedicação mútua do Estado, dos professores, gestores e da família seja o melhor caminho para conquistarmos bons resultados na construção de um ensino de qualidade ”, afirmou o governador.
Fotos: Manu Dias / GOVBA

Durante o evento foram divulgadas as propostas que nortearão a condução de todo o ano letivo, a exemplo do novo Currículo Bahia. O grande destaque é a inserção das Artes nas atividades curriculares. Entre os pontos discutidos estiveram a formação integral na rede estadual e o novo formato dos projetos artísticos estruturantes. Os temas foram abordados com a comunidade escolar durante a Semana Pedagógica, que aconteceu no início deste mês em todas as escolas estaduais.aula rui

Rui Costa destacou a inclusão da arte, da cultura e do esporte nas escolas como um meio de incentivar a juventude a criar e a desenvolver novas aptidões. “Já implementamos 85 escolas culturais no estado e esse ano queremos dobrar esse número. Também é nosso objetivo retomar grandes torneios entre os colégios estaduais, de diversas modalidades que possam ser praticadas nas próprias escolas, como handebol, vôlei, basquete, xadrez, entre outras. Com esse elo entre a arte, a cultura e o esporte norteando o processo de aprendizagem, vamos transformar a educação na Bahia”.
Também presente no evento, o secretário estadual da Educação, Jerônimo Rodrigues, ressaltou que o momento marca o compromisso do Governo do Estado, que vê na Educação um instrumento de transformação. “O currículo que a gente implementa dialoga com a realidade das pessoas das cidades da capital e do interior, bem como das comunidades tradicionais. O nosso compromisso é melhorar os indicadores da Bahia e, junto com a comunidade estudantil, iremos trabalhar para alcançar esse resultado”.
Com uma programação repleta de atividades culturais, o evento abriu espaço para a premiação de alunos que participaram de projetos como Festival Anual da Canção (FACE) e Tempos de Artes Literárias (TAL).

Diversas atividades dinamizam a volta às aulas nas escolas do interior

inicio das aulasO ano letivo na rede estadual de ensino começou com muitas dinâmicas nas escolas do interior. Além do acolhimento aos alunos pelos gestores e professores, os alunos participaram de apresentações artísticas e culturais e de palestras motivacionais sobre a importância da escola como um ambiente de protagonismo estudantil e de construção da cidadania.
No Colégio Polivalente de Itapetinga (458 km de Salvador), seis estudantes foram premiados por terem lido pelo menos dez livros cada um, em 2018. A professora das disciplinas de Geografia e de Gestão e Impactos Socioambientais, Cristine da Silva Vieira, disse que a premiação foi uma forma de estimular o gosto pela leitura e a conexão com o processo de ensino e aprendizagem. “Os seis alunos se destacaram no projeto de leitura e achamos fundamental colocar isso como um exemplo logo no primeiro dia de aulas. Também falamos sobre a importância da participação deles nos projetos estruturantes de arte, cultura e ciência, por exemplo, e nos seminários que nós planejamos durante a Semana Pedagógica”, afirmou a educadora.
Para a estudante Maiara Santos, 17, que está no 4º ano do curso técnico em Administração, a expectativa é viver intensamente o último ano de estudos no Polivalente. “Vou aproveitar, ao máximo, o meu último ano aqui no colégio. Esse curso vai ser muito bom para a minha carreira, pois pretendo cursar futuramente a faculdade de Administração”, revelou.
No Colégio Estadual Cecílio Matos, localizado em Juazeiro (508 km da capital), o acolhimento dos estudantes ocorreu de forma motivacional. “Fizemos palestras sobre a importância de estudar, sobre o perfil do bom aluno, além da leitura das normas e regras da escola, destacando as perspectivas para o ano que se inicia. Deixamos claro a confiança que nós temos no potencial de cada estudante e que isso vai contribuir para um bom resultado”, destacou a diretora Maria Tânia Mota Gomes.
Em Arataca, no Colégio Estadual Bráulio Xavier, durante a primeira semana de aula, acontecem oficinas temáticas, nos primeiros horários para todos (as) os (as) alunos (as) e para sexta-feira está sendo organizada uma gincana do conhecimento.

Começam as aulas na rede estadual de ensino

Foto: Claudionor Jr. – Ascom/Educação
O dia foi de reencontro com colegas, gestores e professores para os cerca de 800 mil estudantes da rede estadual de ensino que retornaram as aulas nesta segunda-feira (11). Nas escolas, as boas-vindas foram dadas por meio de diferentes atividades, incluindo palestra, apresentações culturais e atividades lúdicas. No Centro Estadual de Educação Profissional, Formação e Eventos (CEEP) Isaias Alves – ICEIA, localizado no bairro do Barbalho, em Salvador, a inauguração do ano letivo contou com a presença do secretário da Educação, Jerônimo Rodrigues. O ano letivo segue até 16 de dezembro, totalizando uma carga horária mínima de 800 horas, distribuídas em 200 dias letivos.
Jerônimo deu as boas-vindas à comunidade escolar. “Chego à Secretaria da Educação com ótimas expectativas ao ver nossa turma envolvida, com as escolas preparadas para que os estudantes possam ser melhores cidadãos e profissionais. Nossos alunos terão todo o nosso esforço no que se refere à qualificação das condições de trabalho para o nosso quadro de profissionais para que o processo de ensino e aprendizagem seja o melhor possível”, disse.
Jerônimo falou sobre os esforços empreendidos para qualificar cada vez mais a Educação no Estado. “Estou muito disposto a ajudar o governador Rui Costa a cumprir a sua palavra na responsabilidade do Estado com a Educação, sendo a escola um lugar de aprendizado, de relacionamento e de compartilhamento de um bom tempo da vida dos estudantes. Meu pedido é que nossos alunos participem do projeto pedagógico com dedicação e façam cada vez mais a escola um ambiente de felicidade”, enfatizou.
Fotos: Claudionor Jr. – Ascom/Educação
O estudante Gabriel Moraes Magalhães, 16, chegou ao CEEP Isaias Alves acompanhado de sua mãe, Marilene Moraes. Empolgado com a nova experiência de fazer o curso técnico de Computação Gráfica, o aluno falou sobre as suas expectativas. “Estou feliz e ansioso, porque vai ser meu primeiro ano nesta escola. Estou apostando que vai ser muito legal, pois já tenho uma boa referência da minha mãe, que foi aluna daqui”.
A mãe de Gabriel, por sua vez, destacou a importância da participação da família na vida escolar dos filhos. “Por mais que eles considerem mico os pais os acompanharem na escola, a gente sabe que todos os pais acompanham os estudos dos filhos, eles têm um melhor rendimento. Vim com ele na matrícula, estou aqui hoje, no primeiro dia de aula e estarei sempre por perto. Como já estudei aqui, sei que Gabriel vai estudar em um excelente complexo escolar”.
No 4º ano do curso técnico de Informática, o estudante Caio Ruan Nere, 17, falou sobre o último ano na unidade escolar e dos planos para deixar um legado para os colegas. “Eu e mais dois colegas estamos querendo desenvolver o ‘Handbook’, que é um aplicativo com conteúdo didático, com o objetivo de facilitar o acesso à ampla informação sobre as diversas áreas do conhecimento. É com esta expectativa de criar esse programa móvel que inicio este ano letivo”, contou.