Estudantes embarcam para participar em São Paulo da Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente  

download (2)

Uma comitiva formada por 18 estudantes baianos embarcou, neta sexta-feira (15), para São Paulo, onde representará o Estado na Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente (CNIJMA). Os delegados foram eleitos na III Conferência Estadual Infantojuvenil pelo Meio Ambiente, promovida pela Secretaria da Educação do Estado, de 28 a 30 de maio, em Salvador. No evento nacional, que será realizado de 19 a 23 de junho, serão apresentados projetos que estão sendo desenvolvidos nas escolas que levantam e sugerem soluções para problemas socioambientais nas comunidades onde vivem.

O projeto que representará a Bahia é o da estudante Débora Bispo Feitosa, do município de Irecê, intitulado “Uma gota de consciência”, que foi escolhido pelos estudantes/delegados que participaram da III Conferência Estadual. O coordenador de Educação Ambiental e Saúde do Estado, Fábio Barbosa, que acompanha o grupo, ressalta a importância do evento para o aprendizado dos estudantes.

“A participação dos estudantes na conferência nacional é a culminância de um processo que iniciamos no início do ano, com a Jornada Pedagógica, passando pelas conferências escolares, das quais participaram 1.046 unidades de todas as esferas administrativas, número este que deu à Bahia o segundo lugar em âmbito nacional de escolas participantes, o que foi um fato relevante. Agora, os nossos delegados participam da etapa nacional, através da qual terão a oportunidade de socializar, discutir e aprofundar os projetos que foram elaborados nas escolas e, consequentemente, contribuir para a construção de ações e atividades que venham, realmente, preservar as águas do nosso país”, afirmou Fábio.

A Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente é uma iniciativa do Órgão Gestor da Política Nacional de Educação Ambiental (PNEA), constituído pelo Ministério da Educação (MEC) e pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA). Trata-se de uma estratégia de mobilização de estudantes, adolescentes e jovens de todo o país, visando promover a reflexão, o desenvolvimento de estudos e pesquisas, além de estimular a proposição de ações e projetos no contexto da temática socioambiental, considerando seus desafios e alternativas, no âmbito da escola e de seu entorno, em conformidade com as orientações expressas nas Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental (DCNEA).