Professores interessados em cursar licenciaturas já podem se cadastrar na CAPES

Professores em exercício das redes públicas de ensino interessados em se especializar por meio de um curso de licenciatura na área que atuam devem cadastrar seus currículos na Plataforma CAPES de Educação Básica, até o dia 31 de janeiro (https://eb.capes.gov.br/portal/). A oportunidade é para os candidatos que ainda não têm uma graduação e, para isso, deverão preencher os formulários com dados sobre a sua formação e atuação profissional.

O processo realizado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) visa mapear, em todo o Brasil, os docentes que precisam adequar sua formação ao que foi exigido pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) e identificar aqueles que têm interesse em se especializar. As informações obtidas a partir dos cadastros vão nortear o planejamento dos programas de formação inicial de professores da Educação Básica a serem implementados em 2020.

De acordo com a norma da CAPES para este processo, a manifestação de interesse dos professores e a validação pelas secretarias não garantem a oferta dos cursos. Mas a intenção é que o cadastro norteie o atendimento gradativo das demandas. Programas como o Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (PARFOR) e a Universidade Aberta do Brasil (UAB) – que fomentam cursos de licenciatura – já terão seus próximos editais direcionados pelas informações obtidas no cadastro.

A iniciativa, ainda conforme informações da CAPES, contribuirá para o alcance da Meta 15 do Plano Nacional de Educação (2014-2024), cuja meta aborda as estratégias que preveem consolidar e ampliar plataformas eletrônicas e implementar cursos e programas especiais. Tudo isso com o objetivo de assegurar a formação superior aos professores que estão em exercício, mas que possuem apenas formação de nível médio.

Assessoria de Comunicação
Secretaria da Educação do Estado da Bahia