Rui participa de aula inaugural e destaca compromisso do governo com a Educação

A aula inaugural da rede estadual de ensino foi realizada na manhã desta quarta-feira (13), no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador, com a presença do governador Rui Costa. O evento marca as boas-vindas aos estudantes e profissionais de educação. As aulas foram iniciadas em todo o estado na última segunda-feira (11).
“Estamos iniciando uma nova etapa da educação na Bahia com foco na aprendizagem, para que posamos colher, a partir desse ano, tudo o que foi semeado nos últimos quatro anos, alcançando melhores indicadores educacionais. Como forma de potencializar as ações desenvolvidas pelo Governo, continuo pedindo o envolvimento das famílias no processo de ensino dos jovens. Acredito que a dedicação mútua do Estado, dos professores, gestores e da família seja o melhor caminho para conquistarmos bons resultados na construção de um ensino de qualidade ”, afirmou o governador.
Fotos: Manu Dias / GOVBA

Durante o evento foram divulgadas as propostas que nortearão a condução de todo o ano letivo, a exemplo do novo Currículo Bahia. O grande destaque é a inserção das Artes nas atividades curriculares. Entre os pontos discutidos estiveram a formação integral na rede estadual e o novo formato dos projetos artísticos estruturantes. Os temas foram abordados com a comunidade escolar durante a Semana Pedagógica, que aconteceu no início deste mês em todas as escolas estaduais.aula rui

Rui Costa destacou a inclusão da arte, da cultura e do esporte nas escolas como um meio de incentivar a juventude a criar e a desenvolver novas aptidões. “Já implementamos 85 escolas culturais no estado e esse ano queremos dobrar esse número. Também é nosso objetivo retomar grandes torneios entre os colégios estaduais, de diversas modalidades que possam ser praticadas nas próprias escolas, como handebol, vôlei, basquete, xadrez, entre outras. Com esse elo entre a arte, a cultura e o esporte norteando o processo de aprendizagem, vamos transformar a educação na Bahia”.
Também presente no evento, o secretário estadual da Educação, Jerônimo Rodrigues, ressaltou que o momento marca o compromisso do Governo do Estado, que vê na Educação um instrumento de transformação. “O currículo que a gente implementa dialoga com a realidade das pessoas das cidades da capital e do interior, bem como das comunidades tradicionais. O nosso compromisso é melhorar os indicadores da Bahia e, junto com a comunidade estudantil, iremos trabalhar para alcançar esse resultado”.
Com uma programação repleta de atividades culturais, o evento abriu espaço para a premiação de alunos que participaram de projetos como Festival Anual da Canção (FACE) e Tempos de Artes Literárias (TAL).

Diversas atividades dinamizam a volta às aulas nas escolas do interior

inicio das aulasO ano letivo na rede estadual de ensino começou com muitas dinâmicas nas escolas do interior. Além do acolhimento aos alunos pelos gestores e professores, os alunos participaram de apresentações artísticas e culturais e de palestras motivacionais sobre a importância da escola como um ambiente de protagonismo estudantil e de construção da cidadania.
No Colégio Polivalente de Itapetinga (458 km de Salvador), seis estudantes foram premiados por terem lido pelo menos dez livros cada um, em 2018. A professora das disciplinas de Geografia e de Gestão e Impactos Socioambientais, Cristine da Silva Vieira, disse que a premiação foi uma forma de estimular o gosto pela leitura e a conexão com o processo de ensino e aprendizagem. “Os seis alunos se destacaram no projeto de leitura e achamos fundamental colocar isso como um exemplo logo no primeiro dia de aulas. Também falamos sobre a importância da participação deles nos projetos estruturantes de arte, cultura e ciência, por exemplo, e nos seminários que nós planejamos durante a Semana Pedagógica”, afirmou a educadora.
Para a estudante Maiara Santos, 17, que está no 4º ano do curso técnico em Administração, a expectativa é viver intensamente o último ano de estudos no Polivalente. “Vou aproveitar, ao máximo, o meu último ano aqui no colégio. Esse curso vai ser muito bom para a minha carreira, pois pretendo cursar futuramente a faculdade de Administração”, revelou.
No Colégio Estadual Cecílio Matos, localizado em Juazeiro (508 km da capital), o acolhimento dos estudantes ocorreu de forma motivacional. “Fizemos palestras sobre a importância de estudar, sobre o perfil do bom aluno, além da leitura das normas e regras da escola, destacando as perspectivas para o ano que se inicia. Deixamos claro a confiança que nós temos no potencial de cada estudante e que isso vai contribuir para um bom resultado”, destacou a diretora Maria Tânia Mota Gomes.
Em Arataca, no Colégio Estadual Bráulio Xavier, durante a primeira semana de aula, acontecem oficinas temáticas, nos primeiros horários para todos (as) os (as) alunos (as) e para sexta-feira está sendo organizada uma gincana do conhecimento.

Começam as aulas na rede estadual de ensino

Foto: Claudionor Jr. – Ascom/Educação
O dia foi de reencontro com colegas, gestores e professores para os cerca de 800 mil estudantes da rede estadual de ensino que retornaram as aulas nesta segunda-feira (11). Nas escolas, as boas-vindas foram dadas por meio de diferentes atividades, incluindo palestra, apresentações culturais e atividades lúdicas. No Centro Estadual de Educação Profissional, Formação e Eventos (CEEP) Isaias Alves – ICEIA, localizado no bairro do Barbalho, em Salvador, a inauguração do ano letivo contou com a presença do secretário da Educação, Jerônimo Rodrigues. O ano letivo segue até 16 de dezembro, totalizando uma carga horária mínima de 800 horas, distribuídas em 200 dias letivos.
Jerônimo deu as boas-vindas à comunidade escolar. “Chego à Secretaria da Educação com ótimas expectativas ao ver nossa turma envolvida, com as escolas preparadas para que os estudantes possam ser melhores cidadãos e profissionais. Nossos alunos terão todo o nosso esforço no que se refere à qualificação das condições de trabalho para o nosso quadro de profissionais para que o processo de ensino e aprendizagem seja o melhor possível”, disse.
Jerônimo falou sobre os esforços empreendidos para qualificar cada vez mais a Educação no Estado. “Estou muito disposto a ajudar o governador Rui Costa a cumprir a sua palavra na responsabilidade do Estado com a Educação, sendo a escola um lugar de aprendizado, de relacionamento e de compartilhamento de um bom tempo da vida dos estudantes. Meu pedido é que nossos alunos participem do projeto pedagógico com dedicação e façam cada vez mais a escola um ambiente de felicidade”, enfatizou.
Fotos: Claudionor Jr. – Ascom/Educação
O estudante Gabriel Moraes Magalhães, 16, chegou ao CEEP Isaias Alves acompanhado de sua mãe, Marilene Moraes. Empolgado com a nova experiência de fazer o curso técnico de Computação Gráfica, o aluno falou sobre as suas expectativas. “Estou feliz e ansioso, porque vai ser meu primeiro ano nesta escola. Estou apostando que vai ser muito legal, pois já tenho uma boa referência da minha mãe, que foi aluna daqui”.
A mãe de Gabriel, por sua vez, destacou a importância da participação da família na vida escolar dos filhos. “Por mais que eles considerem mico os pais os acompanharem na escola, a gente sabe que todos os pais acompanham os estudos dos filhos, eles têm um melhor rendimento. Vim com ele na matrícula, estou aqui hoje, no primeiro dia de aula e estarei sempre por perto. Como já estudei aqui, sei que Gabriel vai estudar em um excelente complexo escolar”.
No 4º ano do curso técnico de Informática, o estudante Caio Ruan Nere, 17, falou sobre o último ano na unidade escolar e dos planos para deixar um legado para os colegas. “Eu e mais dois colegas estamos querendo desenvolver o ‘Handbook’, que é um aplicativo com conteúdo didático, com o objetivo de facilitar o acesso à ampla informação sobre as diversas áreas do conhecimento. É com esta expectativa de criar esse programa móvel que inicio este ano letivo”, contou.

CPM Itabuna tem alunos aprovados em universidades

foto felix2

Os 75 alunos que cursaram o 3º ano do ensino médio do Colégio da Polícia Militar (CPM) de Itabuna em 2018, atingiram pontuação no Enem e preencheram vagas nas universidades. Quatro deles conquistaram o primeiro lugar nos cursos escolhidos. O segredo do sucesso é atribuído, pelo diretor do CPM, tenente coronel Alberto Beanes, como resultado de um conjunto de fatores como a qualidade dos profissionais – consequentemente do ensino -, a disciplina como método, a participação da família e o esforço dos alunos.Na Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Lucas Passinho conquistou o 1º lugar do curso de medicina, Marcelin Eugene o 1º lugar de direito e João Sales o 1º lugar de Física. Já na Universidade Federal do Sul da Bahia, Enos Ferreira conquistou o primeiro lugar de bacharelado em humanidade.

Cursos como biologia, matemática, ciências da computação, pedagogia e economia foram os escolhidos dos aprovados nas universidades públicas. Os professores da instituição, alguns deles policiais militares, são especializados nas disciplinas que lecionam. A qualidade do ensino é baseada na disciplina, base da formação militar.

“O foco não é apenas a aprovação, mas formar para a vida. O colégio se preocupa também com a participação em atividades sociais como banda de música, coral e teatro; e a inserção dos jovens em ações sociais, como campanha do agasalho e distribuição de alimentos para comunidades carentes, o que provoca neles a humanização e consciência de conviver em coletividade”, explicou o tenente coronel, que ressaltou a importância do ensino relativo ao comportamento do cidadão na sociedade.


Fonte: Ascom/Polícia Militar da Bahia (PMBA)

Bahia recebe 11ª edição do maior evento estudantil da América Latina

Renovação de matricula 2018 - Caroline Jesus

Até o próximo domingo (10), Salvador recebe a 11ª edição do maior evento estudantil da América Latina, a Bienal da União Nacional dos Estudantes (UNE). A expectativa é que dez mil estudantes de todo o país participem de oficinas, rodas de discussão, debates, conferências, mostras estudantis e atividades culturais ao longo de cinco de dias. A programação será realizada no Campus de Ondina da Universidade Federal da Bahia (Ufba). A abertura foi realizada nesta quarta-feira (6), na Sala Principal do Teatro Castro Alves (TCA), com a participação do cantor e compositor Gilberto Gil, grande homenageado desta bienal.
Para a 11ª edição, as três entidades estudantis nacionais, a União Nacional dos Estudantes (UNE), a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) e a Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), se somam em um grande evento. “Essa é uma oportunidade histórica de debatermos e questionarmos assuntos fundamentais para o futuro de nossa sociedade. Toda transformação social em qualquer sociedade passa pelo envolvimento estudantil”, afirmou a presidente da UNE, Marianna Dias.
Além de Gil, também será homenageado o ator Antônio Pitanga, que comentou a importância da bienal. “É de arrepiar ver essa juventude reunida, mostrando a força e importância da educação para o nosso futuro. Eu fico extremamente honrado com essa homenagem”, disse o artista.
O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, destacou que o evento “é um momento histórico. A primeira edição da bienal aconteceu aqui, na Bahia, em 1999. De lá para cá, o movimento estudantil conseguiu muitas conquistas. Claro que há muitos percalços para superar. Mas é uma alegria muito grande ver a juventude discutindo e se encontrando em um momento como esse. Além disso, em 1999, a Ufba era a única universidade federal da Bahia, hoje nós temos seis”.
Outros homenageados são o artista visual Paulo Bruscky, o dramaturgo João das Neves, o professor Luiz Carlos Cancellier de Olivo e a antropóloga Debora Diniz. Também são reverenciados Mãe Stella de Oxossi e Mestre Moa do Katendê.
Apoio
O evento tem apoio do Governo do Estado, que emprega 500 policiais militares no esquema de segurança. A Fundação Pedro Calmon (FPC) desenvolverá atividades com temas ligados à economia solidária. Já as universidades estaduais terão representantes nos debates acadêmicos.
A Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM) também participa com a campanha ‘Respeita as Mina’, de enfrentamento à violência contra as mulheres. Serão distribuídos adesivos sobre a campanha e exibido o vídeo ‘Respeita as Mina’. A SPM distribuirá ainda folhetos informativos sobre as diversas formas de violência de gênero, com orientações de como e onde denunciar.
Com apoio da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), por meio da Superintendência Estadual de Economia Solidária (Sesol), a Feira de Economia Solidária será instalada na tenda da Praça das Artes, no campus de Ondina, das 12h às 21h, desta quinta (7) a sábado (9).
Programação
A programação inclui debates e bate-papos com nomes como o pensador Boaventura de Souza dos Santos, além de nomes da classe política como Ciro Gomes, Jaques Wagner, Manuela D’Ávila, Guilherme Boulos, o governador do Maranhão, Flávio Dino, os ex-ministros da Cultura Juca Ferreira e Ana de Hollanda e a gestora cultural Ivana Bentes. Ainda estão confirmados a produtora cultural Paula Lavigne, a jornalista Laura Capriglione, o ativista Pablo Capilé, entre outros. A programação completa pode ser conferida no site da UNE.

Educação Inclusiva é contextualizada durante a Semana Pedagógica 2019

Fotos: divulgação

A Educação Inclusiva é uma das pautas que estão sendo abordadas durante a Semana Pedagógica, que acontece até sexta-feira (8), em todas as escolas da rede estadual de ensino, com o tema “Pilares para a garantia do direito de aprender: currículo, formação, acompanhamento e avaliação”. Em Feira de Santana, por exemplo, a Educação Inclusiva foi abordada, nesta terça-feira (5), com especial atenção pelos professores, coordenadores pedagógicos e gestores do Colégios Estaduais Rotary, Padre Henrique, Gastão Guimarães, Agostinho Froes da Mota e dos Centros de Apoio Pedagógico de Feira de Santana e de Apoio Pedagógico ao Deficiente Visual Jonathas Teles de Carvalho.

A coordenadora da Educação Inclusiva da Secretaria da Educação do Estado, Patrícia Braile, ressaltou a importância desta discussão para o planejamento do ano letivo. “Estou acompanhando as unidades escolares de Feira de Santana na Semana Pedagógica e percebo como é bonito ver a Educação Inclusiva se fazendo presente em cada nuance do planejamento da Secretaria, num ato de usufruto do caminho que foi aberto pela publicação das Diretrizes para Educação Inclusiva. As unidades escolares que possuem ou não Salas de Recursos Multifuncionais e também os dois Centros de Apoio Pedagógico do Núcleo Territorial de Educação (NTE 19) estão imersos na temática da Educação Inclusiva, pois especificamente neste ano, pela primeira vez, o planejamento proposto pela Secretaria está contemplado as modalidades”, destacou.
Em Castro Alves (197 km de Salvador), a metodologia do trabalho no Colégio Polivalente de Castro Alves também envolveu uma oficina sobre a Educação Inclusiva. “Discutimos sobre a inserção dos alunos da Educação Inclusiva na escola pública, quando tivemos a colaboração de uma intérprete de libras que abordou algumas metodologias para o trabalho com alunos surdos. Outro destaque foi uma mesa-redonda sobre Educação do Campo ‘A identidade do aluno da zona rural’, que foi muito interessante”, revelou a gestora do colégio, Lílian Gomes.
Sobre a Semana Pedagógica A iniciativa está sendo realizada duas vezes por ano, desde 2017, e neste primeiro momento de 2019, os professores, gestores e coordenadores pedagógicos irão fazer o planejamento coletivo baseado no tema “Pilares para a garantia do direito de aprender: currículo, formação, acompanhamento e avaliação”. Durante os cinco dias de encontro, os participantes discutem ações e atividades, bem como avaliam o conteúdo e as estratégias de articulação entre os projetos e o currículo escolar, tendo em vista a melhoria da aprendizagem.

Semana Pedagógica mobiliza comunidade escolar a partir desta segunda-feira (4)

 jornada pedagogica

 

A preparação para o ano letivo 2019 na rede estadual de ensino começa na segunda-feira (4), com a Semana Pedagógica, que segue até sexta-feira (8), em todas as escolas estaduais. A abertura da atividade, em Salvador, será às 8h, no Colégio Estadual Norma Ribeiro, no bairro do Arenoso e marcará o primeiro contato do novo secretário Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, com a comunidade escolar, e estará acompanhado por Walter Pinheiro, que tomará posse na Secretaria do Planejamento do Estado, na quinta-feira (7).

>> Clique aqui para cessar o site da Semana Pedagógica

A jornada pedagógica na rede estadual está sendo realizada duas vezes por ano, desde 2017, e neste primeiro momento de 2019, os professores, gestores e coordenadores pedagógicos irão fazer o planejamento coletivo baseado no tema “Pilares para a garantia do direito de aprender: currículo, formação, acompanhamento e avaliação”. Durante os cinco dias de encontro, os participantes irão discutir ações e atividades, bem como avaliarão o conteúdo e as estratégias de articulação entre os projetos e o currículo escolar, tendo em vista a melhoria da aprendizagem.

A programação da Semana Pedagógica inclui: apresentação sobre o Novo Ensino Médio; linha do tempo “Escuta Inspiracional à elaboração do Currículo Bahia”; apresentação dialogada para saber como fica o planejamento da unidade escolar a partir das orientações gerais do Currículo Bahia e, também, referente às orientações pedagógicas para o acompanhamento da aprendizagem dos estudantes. Outros destaques são oficinas sobre temas como Refletindo sobre competências e habilidades; Refletindo sobre aprendizagem contextualizada no século XXI; Avaliação da aprendizagem; Trajetórias de sucesso escolar; e Análise situacional através de matriz swot.

Estado inscreve no Partiu Estágio com de 2,3 mil vagas

 

transparencia

 

O programa Partiu Estágio, do Governo do Estado, está com as inscrições abertas. Até o dia 24 de fevereiro, estudantes do nível superior matriculados em cursos presenciais de universidades baianas, que tenham concluído no mínimo a metade da carga horária, podem se inscrever através do site www.programaestagio.saeb.ba.gov.br. São 2.325 novas vagas remuneradas, disponíveis em 62 órgãos estaduais de 49 municípios do estado. Têm prioridade estudantes portadores de deficiência, aqueles que estão cadastrados no CadÚnico dos programas sociais do Governo Federal, e quem cursou todo o Ensino Médio da rede pública ou como bolsista na rede privada.

O edital com todas as informações está disponível no site do programa. Há oportunidade para 109 cursos diferentes. Porém, se o estudante faz licenciatura, mas a vaga disponível for em bacharelado, ele não pode que se inscrever. “O estágio tem que ser feito no curso que o aluno faz. O sistema já prevê que ele pode fazer inscrição para até três órgãos, no curso que ele faz na universidade, nos municípios que ele reside ou estuda. A Lei de Estágio exige que tenha um profissional que supervisione o estágio porque, se órgão não tiver um supervisor da área, o estágio não terá validade”, explicou o coordenador do Partiu Estágio, Agnaldo Barbosa.

Estudante do 7º semestre de Medicina Veterinária, Rafael Gutemberg vai concorrer a uma das vagas. O jovem está de olho tanto na experiência profissional, quanto na remuneração. São 20 horas semanais, com bolsa-estágio de R$455 e auxílio-transporte. “Minha expectativa é que acrescente mais ao meu currículo. A maioria dos estágios não tem bolsa e eu preciso correr atrás”, afirmou Rafael, que vai concorrer a uma vaga na Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), Secretaria de Saúde (Sesab) e no Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema).

Há oito meses, a estudante do 7º semestre de jornalismo, Dóris Queirós, faz estágio na Secretaria de Comunicação (Secom). Na Coordenação de Rádio, a universitária vive na prática a rotina de trabalho de uma redação jornalística. A experiência abriu novos horizontes para Dóris, que antes pensava em seguir carreira na televisão, mas foi conquistada pelo rádio. “O estágio aqui me abriu muitas portas. Eu tenho o aprendizado técnico, eu gravo, edito, vejo onde estou errando, o que eu não tenho na faculdade. Eu nem consigo mais fazer o televisionado”, contou a universitária.

Estudantes do Colégio Félix Mendonça em Itabuna se destacam no ENEM e conquistam vagas na UESC

Estudantes da rede estadual estão comemorando o ingresso em universidades em toda Bahia. Com o ótimo desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), em 2018, os alunos conquistaram vagas pelo Sistema de Seleção Unificada (SISU) em cursos dos mais concorridos, como Medicina e Direito, em universidades públicas da Bahia. As matrículas, que devem ser realizadas nas próprias instituições, iniciam nesta quarta-feira (30/01), e seguem até 4 de janeiro. Mas informações no endereço http://sisu.mec.gov.br/.

A festa foi em dobro para os irmãos Dandara Cezar e Pablo Cezar, estudantes do Colégio Estadual Felix Mendonça, em Itabuna, que conquistaram vagas no curso de Comunicação Social, com ênfase em Rádio e TV, e em Ciência da Computação, respectivamente, na Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). Para a futura universitária, a possibilidade de cursar o Ensino Superior perto de casa será gratificante. “A minha família está muito feliz com as nossas conquistas e mais ainda porque temos uma universidade de qualidade perto de onde moramos e isso ajuda bastante. O meu conselho para os colegas é que busquem seus objetivos enfrentando todos os desafios”, disse.

Para Filippe Richard, também concluinte do Colégio Estadual Felix Mendonça, a conquista de uma vaga no curso de Direito na UESC, mostra a capacidade dos alunos da rede pública. “Somos estigmatizados, mas existe muita qualidade no ensino da escola pública e o Félix Mendonça é um ótimo exemplo. Na escola fui incentivado a participar de diversos concursos de Redação, onde tive muito destaque, além dos projetos desenvolvidos na unidade. E tudo isso me ajudou muito na minha preparação para a conquista desta vaga. Então, além da estrutura, tenho a consciência que o aluno também é responsável pela busca do conhecimento e formação intelectual”, enfatizou.

Muito contente com o acesso ao curso de Medicina da Universidade Federal da Bahia (UFBA), em Salvador, Taís Araújo, concluinte do Colégio Estadual César Borges, em Valente, contou sobre a trajetória que a levou a esta conquista. “Com certeza tive bastante ajuda da escola e professores na preparação para o ENEM. É importante que o aluno também tenha iniciativa de procurar o aprendizado, pesquisando e buscando outras formas de ganhar conhecimento. Estou com uma grande expectativa em iniciar o curso, sei que será um desafio porque é em outra cidade, mas a vontade de vencer é maior”, afirmou a aluna, que teve nota 940 em Redação e 760 na média geral.

 

foto felix1 foto felix2

Mais de 530 mil matrículas já foram realizadas na rede estadual de ensino

Mais de 530 mil matrículas já foram confirmadas, até a manhã desta quinta-feira (24), na rede estadual de ensino. A matrícula é toda informatizada e deve ser feita até 29 de janeiro, em todas as escolas estaduais da capital e do interior. Segundo a diretora de Atendimento da Rede Escolar, Eliana Carvalho, a matrícula foi realizada com normalidade nesta quinta-feira (24), segundo dia dedicado aos estudantes concluintes do Ensino Fundamental.

De acordo com a gestora, o fato de a matrícula ser informatizada e também poder ser realizada pela internet, por estudantes da rede estadual e por alunos oriundos das redes municipais de Salvador e mais 59 municípios, facilita o atendimento. “Nossa capacidade de atendimento vai além da demanda nos três turnos, para mais de um milhão de estudantes.E é importante frisar que a rede está preparada para receber a todos que nos procurarem”, afirmou.

De acordo com o calendário de matrícula, nesta sexta-feira (25) serão matriculados os novos alunos do Ensino Fundamental vindos da rede particular de ensino ou de outros estados. O processo para esses estudantes será feito somente presencialmente, em qualquer escola estadual, mesmo não sendo a unidade que vai escolher para estudar.Na segunda (28) e na terça (29), a matrícula será para os novos estudantes do Ensino Médio que vêm da rede particular ou de outros estados. Neste caso, o processo também somente poderá ser feito presencialmente, em qualquer colégio da rede, e se dará nas diferentes modalidades, a exemplo da Educação Profissional e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

 

mobiliario

Documentação

Para a efetivação da matrícula, devem ser apresentados na unidade escolar os seguintes documentos: original do Histórico Escolar ou do Atestado de Escolaridade (que deve ser substituído pelo original do Histórico Escolar em até 30 dias); original e cópia da Cédula de Identidade ou Certidão de Nascimento; original e cópia do CPF.

É preciso apresentar ainda original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU e cartão de crédito ou TV por assinatura). Neste ano, se tornou obrigatória a apresentação da original e cópia da Carteira de Vacinação para estudantes com até 18 anos.

O ano letivo de 2019 da rede pública estadual começa em 11 de fevereiro e se encerrará no dia 16 de dezembro, totalizando uma carga horária mínima de 800 horas, distribuídas em 200 dias letivos.